"Meu nome é Sakris Kupila. Eu sou estudante de medicina, tenho 21 anos e moro na Finlândia. Eu percebi ainda adolescente que eu sou transgênero, o gênero que foi escolhido para mim no meu nascimento não diz a verdade."

Na Finlândia, a legislação atual sobre reconhecimento legal de identidade de gênero exige que a pessoa seja maior de 18 anos, tenha diagnóstico psiquiátrico e seja esterilizada ou estéril. Devido a sua atuação como defensor de direitos de pessoas trans, Sakris tem enfrentado constrangimentos, intimidação, hostilidade e ameaças de violência física, forçando-o se afastar de seus estudos por um ano.

A atual lei expõe pessoas trans à discriminação.

A Lei trans (Act Trans) existente viola o direito das pessoas de não serem submetidas a tratamento desumano, o direito à igualdade de tratamento, o respeito pela vida privada e familiar e à proteção da integridade física e mental.

Apoie e defenda Sakris: exija que o governo finlandês apoie defensores e defensoras dos direitos de pessoas transgênero como Sakris, e faça com que o procedimento para o reconhecimento legal da identidade de gênero seja rápido, acessível e respeite os direitos humanos.

Siga estes passos simples:

  1. Crie sua página de ação

  2. Compartilhe com seus amigos, colegas e familiares

  3. Pressione o governo da Finlândia a garantir a dignidade das pessoas trans!

Your browser is out-of-date!

Update your browser to view this website correctly. Update my browser now

Close