Nenhum Direito a Menos
Marta Cordolino Bahia Coragem é defender os direitos das pessoas transgênero!

Nenhum Direito a Menos

É dever do Estado proteger todo cidadão ou cidadã que se vêem impedidos do exercício de seus direitos. Não se pode oprimir quem quer ser feliz. É preciso reconhecer, proteger e fornecer ajuda necessária para que os transgeneros sejam entendidos, respeitados e inseridos na sociedade.

Assinaturas:
Meta: 50
Período:
25/07/2017 24/08/2017

A legislação atual sobre reconhecimento legal de identidade de gênero exige que a pessoa seja maior de 18 anos, tenha diagnóstico psiquiátrico e seja esterilizada ou estéril. “Não sou estéril e não quero ser”, diz Sakris Kupila, defensor de direitos humanos.

A atual lei expõem pessoas trans à discriminação.

A Lei trans (Act Trans) existente viola o direito das pessoas de não serem submetidas a tratamento desumano, o direito à igualdade de tratamento, o respeito pela vida privada e familiar e à proteção da integridade física e mental.

Apoie e defenda Sakris: exija que o governo finlandês apoie defensores e defensoras dos direitos de pessoas transgênero como Sakris, e faça com que o procedimento para o reconhecimento legal da identidade de gênero seja rápido, acessível e respeite os direitos humanos.

Atividade


Últimas assinaturas

{{don.Name}}
{{don.Message}}
Nenhum Direito a Menos
Marta Cordolino
{{don.MessageAnswer}}
Nenhuma atividade nesta página.
Your browser is out-of-date!

Update your browser to view this website correctly. Update my browser now

Close