Assinaturas: {{dynamicProperties.signupsCount | number:0}}

LEIA A PETIÇÃO

Caro Ministro,

Peço que o senhor garanta que as acusações contra o Presidente do Conselho da Anistia Internacional Turquia, Taner Kiliç, a Diretora da Anistia Internacional Turquia, Idil Esler, e as outras 9 pessoas detidas no dia 5 de julho sejam retiradas e que todos sejam libertados imediatamente

Não é novidade para o mundo que as notícias sobre este tipo de ataque a defensores e defensoras de direitos humanos estão se tornando cada vez mais frequentes na Turquia.

Você deve libertar todos imediata e incondicionalmente.

Atenciosamente,

O presidente do Conselho da Anistia Internacional Turquia, Taner Kiliç, foi detido injustamente no país, acusado de pertencer à “Organização Terrorista Fethullah Gülen”, que as autoridades consideram culpada pela tentativa de golpe realizada no ano passado.

Ele foi colocado sob custódia da polícia no dia 6 de junho, junto com outros 22 advogados, e formalmente acusado três dias depois. Ele está aguardando o julgamento na cadeia. O recurso apresentado pelos seus advogados foi rejeitado, mas a pressão continua!

Exatamente um mês depois, foi presa a diretora da Anistia Internacional Turquia, Idil Esler, junto a outros sete defensores dos direitos humanos que participavam de um curso sobre segurança digital e gestão da informação. O proprietário do hotel em que o curso foi ministrado também foi preso. Nas primeiras horas eles não tiveram acesso a qualquer advogados ou parentes.

Essas detenções provam como as medidas punitivas aplicadas pela Turquia depois do golpe se expandiram e ficaram ainda mais arbitrárias.

Precisamos urgentemente de sua ajuda para exigir a libertação imediata de Taner, Idil e dos outros defensores de direitos humanos, assim como a retiradas das acusações infundadas.

Lutar por direitos não é crime! Exija às autoridades turcas a imediata libertação de nossos ativistas!

Siga estes passos simples:

  1. Crie sua página de ação

  2. Compartilhe com seus amigos, colegas e familiares

  3. Convide seus contatos a pressionar as autoridades turcas a libertar Taner Kiliç!

 

 

Your browser is out-of-date!

Update your browser to view this website correctly. Update my browser now

Close